Mesa de Nossa Senhora

 

 

Um dia, um grupo de paroquianos, apercebendo-se das carências existentes à sua volta, organizou, e pôs de pé a MESA DE NOSSA SENHORA. Foi em 16 de Outubro de 1995. Era o aniversário da eleição de João Paulo II, e 1º aniversário da tomada de posse do Sr. Cónego José Manuel dos Santos Ferreira como nosso prior.

Desde então, a nossa Paróquia serve, na MESA DE NOSSA SENHORA, cerca de 40 almoços diários (excepto aos Domingos), a paroquianos desfavorecidos que assim o necessitem.

Também todos os sábados é distribuído a todas essas pessoas um saco com alimentos que levam para casa em substituição do almoço de Domingo.

Quando abriu as suas portas, fê-lo num espaço, e com infra-estruturas cedidas pela Junta de Freguesia de Belém. Mais tarde, mudámo-nos para a Rua Duarte Pacheco Pereira, 30-1º Dto., ao lado da Capela do Restelo, para instalações da Paróquia.

Por quê 40 almoços?

·         Tudo foi calculado em função do espaço de que dispomos: duas salas e uma cozinha pequena, que procuramos aproveitar até ao último centímetro.<br>

Como funciona?

·         Com uma cozinheira, única pessoa contratada e com remuneração;

·         Com uma Direcção composta por seis pessoas, que organiza e coordena toda a actividade da MESA;

·         Com seis equipas de cerca de seis pessoas cada, voluntárias, que em cada dia servem os almoços, e apoiam tentando sempre dar uma palavra de conforto.

 

De que vive?

·         De todos os donativos, quer monetários quer em géneros, não só dos Paroquianos como de pessoas que, conhecendo a nossa obra, têm por ela um grande carinho;

·         Da ajuda imprescindível do Banco Alimentar, que todas as semanas nos atribui uma doação de alimentos, sem a qual seria praticamente impossível manter esta obra de pé.

 

Sonhos?

Todos temos! Seria muito bom se dispuséssemos de instalações maiores, em que as pessoas que almoçam pudessem ficar num pequeno convívio; em que houvesse um pequeno Gabinete, onde, com alguma privacidade, os pudéssemos ouvir sobre os seus problemas e necessidades, etc., etc. …

Ficamos à espera, no nosso trabalho, lutando, e recordando S. Paulo, que dizia:

        "… Se não tiver caridade nada sou".

        "… A caridade é paciente".

        "… A caridade não acaba nunca".

        " Agora permanecem estas três coisas: a fé, a esperança e a caridade, mas a maior de todas é a caridade" (1ª Epístola aos Coríntios 13, 3.4.13).

 

Responsáveis

 

Para mais informações contactar o Secretariado Paroquial de Santa Maria de Belém

 
Ana Maria Gusmão

Maria Eugénia Bual

Maria Antonieta Roldão

Maria Virgínia Múrias

Margarida Loureiro

Leonor Cerejeira